Você sabe o que é Inspeção na Origem?
inspeção na origem

A qualidade de um produto acontece no momento em que ele é fabricado. Ponto final. Quaisquer outros procedimentos de controle, medição e verificação feitos posteriormente não agregarão atributos de qualidade ao produto, e, tão somente, irão alertar ao sistema de qualidade que há uma ação de contenção a ser tomada com urgência para que aquele desvio de qualidade detectado não chegue ao próximo nível da cadeia de valor. Por isso, a Inspeção na Origem é de extrema relevância.

Um caso verídico de um cliente SIQ Systems do setor automotivo: a inspeção na origem, monitorada pelo cliente, foi uma experiência que, no primeiro ano de sua execução, reduziu 40% do PPM detectado na planta. Um sistema web-based integrado com os sistemas de logística, que controlam emissão de Notas Fiscais e de recebimentos de materiais, o qual condiciona a aprovação do lote ao controle dimensional, material e funcional registrado, no processo de origem. Um sistema com escalabilidade para todos os demais níveis da cadeia de fornecimento e que ainda, baseado no histórico de resultados de cada característica controlada, é capaz de predizer tendências permitindo o ajuste prévio do processo, cumprindo seu papel proativo.

De qualquer forma, sabe-se que, mesmo em processos de fabricação muito bem desenvolvidos, há a possibilidade de atuação de causas especiais que possam produzir desvios de qualidade, muitas vezes não facilmente detectáveis pelos meios convencionais de controle. E também, não é raro que, diante de recursos escassos, as empresas pulem etapas de desenvolvimento, concebendo processos instáveis, cheios de causas especiais e comuns de falhas e, muitas vezes, não alocando os recursos necessários para executar os devidos controles, mesmo que a posteriori. O resultado disso é o acúmulo de desvios de qualidade que permeiam as etapas de processo e, por muitas vezes, avançam para o cliente dentro da cadeia de suprimentos. Quando isso acontece, os desdobramentos são mais severos e os custos crescem exponencialmente.

Por conta disso, muitas vezes uma montadora ou um sistemista, que administram uma grande e complexa cadeia de fornecedores, veem-se na obrigação de estender os controles das peças compradas para muito além de sua Inspeção de Recebimento. As Auditorias de Processo, as aprovações de produto em produção in loco nos fornecedores e as ações corretivas monitoradas por Engenheiros da Qualidade de Fornecedores, são esforços sistematizados que estas empresas têm feito para garantir a qualidade na origem. No entanto, nem sempre estas ações são suficientes para que, no dia-a-dia, as falhas não cheguem às suas plantas.

Para saber mais sobre Inspeção na Origem, baixe nosso material sobre Projetos Especiais. 

Texto escrito por Alexandre Tavares, professor de Engenharia pela Universidade Anhembi Morumbi, Engenheiro Mecânico com mais de 15 anos de experiência na área de Qualidade na Indústria Automotiva e certificado como Engenheiro da Qualidade pela American Society for Quality.