Indústria Automobilistica

Gestão de Desenvolvimento de Novos Produtos

O Desenvolvimento de Novos Produtos é um fator estratégico de extrema importância para que as empresas do setor automotivo possam manter sua competitividade e ampliar sua participação nesse mercado em constante evolução.

A Suíte de Gestão de Desenvolvimento de Novos Produtos da SIQ Systems é uma poderosa ferramenta gerencial que automatiza a gestão do Desenvolvimento de Novos Produtos e suas alterações, garantindo padronização dos processos e gestão compartilhada das informações com as áreas envolvidas e seus respectivos fornecedores, apoiando as decisões de implementação e gestão do produto, reduzindo seus riscos e maximizando as oportunidades de mercado.

Essa ferramenta permite total controle sobre o cronograma de projetos, informando automaticamente os responsáveis para que executem suas atividades dentro do prazo estabelecido, além de permitir a atualização de todos os documentos alterados em função de mudanças de maneira ágil e abrangente.

A Suíte de Gestão de Desenvolvimento de Novos Produtos da SIQ Systems é composta pelos seguintes módulos:

Fluxo de Processo

O Fluxo de Processo reúne todas as etapas de um determinado processo através de uma simbologia clara, com o objetivo de mostrar, de maneira descomplicada, todo fluxo de informações que visam melhorar a compreensão dos processos, bem como a criação de normas padrão de trabalho a serem seguidas. O Fluxo de Processo possui uma lista de fases dependentes entre si, e cada fase possui um ou mais FMEA Padrão relacionado. Além disso, pelo fato do Fluxo de Processo ser versionável, é possível inserir anexos quando há necessidade de inserir revisões de engenharia, mudanças nas descrições de funções, responsabilidades e autoridades, por exemplo.

FMEA de Processo

O FMEA de Processo tem como finalidade analisar as possíveis falhas no planejamento e execução de um processo, visando minimizar e eliminar a ocorrência de falhas do mesmo e definir ações corretivas em cima das falhas encontradas. O FMEA de Processo tem inúmeras vantagens para a empresa e seus respectivos clientes. Para a empresa, o FMEA de Processo proporciona a redução de custos, proveniente de um procedimento eficaz com menos chances de falhas e desperdícios. No caso do cliente, o mesmo é poupado de adquirir peças com problemas de fabricação que coloquem em risco sua segurança, evitando a insatisfação do mesmo, o que, novamente, volta a ser benéfico para a imagem da empresa.

FMEA de Produto

O FMEA de Produto realiza a implementação do FMEA no âmbito de projeto, ou seja, prevê possíveis falhas que poderão ocorrer na criação do produto, possibilitando definir ações sobre as causas dos problemas a fim de reduzir os índices de Severidade, Ocorrência e Detecção.

FMEA Padrão

O FMEA Padrão é um módulo que funciona como centralizador de funções que serão utilizadas nos demais módulos. O FMEA Padrão permite que funções sejam reutilizadas nos diferentes tipos de FMEAs, diminuindo o tempo de cadastro e análise dos mesmos, o que possibilita mudanças rápidas em estruturas complexas.

APQP/PAPP

O Processo de Aprovação (APQP) tem a função de reunir todos os documentos que estão ligados a uma estrutura de produto (BOM), possuindo uma árvore de requisitos que contém todos os itens desta estrutura de produto (BOM na “visão da qualidade”) e o resultado dos workflows de todos os documentos relacionados a ela.

Alteração de Engenharia

No módulo de Alteração de Engenharia são estabelecidas as modificações de engenharia para correção de falhas que afetam negativamente a forma e funcionalidade do produto. Esse módulo tem como finalidade corrigir erros de projeto e proporcionar melhorias na fabricação e montagem das peças, garantindo que tudo seja realizado na última versão do desenho.

I.Q. (Instruções da Qualidade)

Organiza as diretrizes para o controle dos registros que compõem o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ). Abrange toda a identificação, coleta, indexação, acesso, arquivos, armazenamentos, manutenção e disposição de registros técnicos e da qualidade.

Plano de Controle

O Plano de Controle reúne características críticas sobre um produto ou processo, com o objetivo de, na inspeção, prover meios de detectar possíveis falhas no item em análise. Após a aprovação do Workflow do FMEA de Processo, o Plano de Controle pode ser elaborado manualmente ou gerado automaticamente pelo sistema. A rejeição de um Plano de Controle abre novamente o FMEA de Processo, fazendo com que o Plano de Controle venha a ser reaberto após a nova aprovação do FMEA de Processo.

BOM

O objetivo da BOM – Bill of Material –, é fornecer um registro detalhado com informações sobre todas as submontagens, componentes intermediários, matérias-primas e itens utilizados para fabricação de um automóvel, identificando todas as relações de precedência e quantidade correta de cada item necessário para manufatura do produto.